dança em foco 2017

O dança em foco — Festival Internacional de Vídeo & Dança, criado no Rio de Janeiro em 2003, chega a seu 15º ano com uma edição especial na cidade de Fortaleza, ocupando dois importantes espaços de cultura da cidade: o Porto Iracema das Artes (de 16 a 18 de agosto, como parte das atividades de celebração do aniversário de quatro anos da escola) e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (de 11 a 31 de agosto, em parceria com a Mostra Videografias Performativas); além da exibição de sua MIV – Mostra Internacional de Videodança, o festival programa masterclasses e encontros com os convidados Alexandre Veras (Brasil), Andrés D. Abreu (Cuba), Brisa MP (Chile), Gilles Jobin (Suíça) e Ximena Monroy (México). Os convidados internacionais vieram com o apoio da Pro Helvetia.

Mais do que um festival, o dança em foco configurou-se, desde sua criação, como um projeto que se multiplica em variadas ações, formatos e geografias, tematizando as diversas possibilidades estéticas que surgem do encontro entre a dança e as novas tecnologias, sobretudo da imagem: videodança, performances interativas, instalações coreográficas, espetáculos multimídia e tudo aquilo que, num sentido mais largo, problematize o corpo e a imagem.

 

Nesse cenário, no entanto, ao longo de seus quinze anos, foi mesmo a videodança que se estabeleceu como lugar privilegiado para proposições poéticas da interface corpo/imagem/movimento. Sua MIV recebeu centenas de obras de todo o mundo, circulou por quase todos os estados brasileiros e tornou-se uma plataforma de referência para a exibição da crescente produção nacional. Assim, é em torno da videodança que se estrutura este dança em foco em Fortaleza. Depois de anos de parceria com eventos locais como a Bienal de Dança do Ceará, o festival realiza, pela primeira vez, uma edição com sua própria assinatura na capital cearense. Especialmente no cenário político-cultural em que vivemos hoje, os processos e as ações colaborativas ganham uma importância estratégica fundamental: assim é que o dança em foco só se tornou possível, em 2017, graças à colaboração entre diversos eventos e instituições como o Porto Iracema das Artes, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (ICA/UFC), a SecultArte/UFC, o projeto Midiadança: o Laboratório de Dança e Multimídia da UFC; a Vila das Artes (Secultfor); a Pro Helvetia (Suíça) e a REDIV – Rede Ibero-Americana de Festivais Internacionais de Videodança. Além das obras mostradas no Porto Iracema e no Dragão do Mar, parte da mostra também é exibida por todo o território nacional, por meio de uma parceria com o Canal Curta!.

DIRETORES DO DANÇA EM FOCO
Paulo Caldas, Leonel Brum, Eduardo Bonito e Regina Levy